quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Suspiro do Lobo

Suspiro do Lobo,
Sustenho o fôlego, tenho medo por uma vez na vida.
Sinto-me vivo.
Sinto pela primeira vez.
O mundo que é teu, a realidade dos teus olhos.
Deixo que o teu mundo alcance o meu.
Alma na alma, lábios colados num beijo eterno.
Dança de corpos.
Sinto o teu respirar, a tua pele na minha .
Sinto-me vivo.
Afortunado, contemplado pelo teu olhar.
Sonho de menino, sonho de adulto encanto-me com o teu fulgor.
Agarro-me a ti, meu ancoradouro seguro.
Bafejado pela brisa divina oriunda de Olimpo, agora sou pleno.
Para sempre teu, dou-te a mão, selo o meu destino.
Marcado pelo poder do teu feitiço e pelos desígnios dos Deuses, abraço o futuro.
Sou aprendiz de feiticeiro, és o meu ingrediente secreto na divina poção do amor.
Conjuro o poder sublime do sentimento para toda a eternidade.
A chama que arde dentro de mim clama por uma secreta harmonia.
Universalmente centrado em ti, quero ser a estrela mais luminosa do teu firmamento.
Rogo por ser o único no teu mundo quando a noite cai.
Como o lobo, serei o eterno amante da lua.
Para todo o sempre quando a noite chegar, tal como ele gritarei às estrelas o teu nome.
Ouvirei o bater forte do meu coração sentindo as forças da escuridão. Procurar-te-ei.
Morro de medo, quando o teu mundo se aproxima do meu.
Quando o teu mundo toca no meu, sei que sou para sempre teu.

Sem comentários:

Enviar um comentário