terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Homem Nuvem

Vivo por entre as brumas da existência.
Sou a névoa por entre o betão da cidade.
Projecto o Xamã antigo na mente e sonho com o corvo.
Anseio pelo espírito livre do pássaro.
Homem Nuvem, deambulo por entre os meus pares certo de que pertenço ao azul do céu.
Mantenho as memórias da floresta dentro de mim.
Sou o Indio, o nativo do coração humano.
Resuscito o jaguar, relembro o toque da chuva na vegetação.
Retiro as roupas da civilização e retoco as tatuagens.
Sou o eterno espiríto livre que luta pelo essencial de mim.
O guerreiro do jaguar, negro com olhos verdes da frieza assassina das decisões.
Existo por entre o solo à procura da ascenção às estrelas.
Esconderei as estrelas com o corpo, absorverei a sua energia astral, farei delas a minha força.
Farei da lua a minha companheira de diversão, mostra-la-ei apenas a espaços unicamente aos ricos de espirito.
Beijarei os lagos com toda a força dentro de mim, farei deles o meu ser.
Serei a névoa de que os sonhos são feitos,vivo por entre as almas.
Faço do céu da imaginação humana a minha estrada.
Percorro a mente humana com a agilidade felina, farei do meu futuro o sol que brilha por entre o sorriso de uma criança.
Conduzo a minha alma ao mundo dos sonhos, construo neles a minha mais profunda realidade.
Faço da floresta o meu alicerce.
Sou o Homem Nuvem que apenas se materializa nos sonhos verdadeiros de felicidade.
Continuo a amar o jaguar e a pureza que nele habita.
Sei agora que apenas sou o que a natureza me permite, vivo em comunhão com o espirito dos meus antepassados que habitam na natureza.
Embora subsista na selva de betão não esqueço que as minhas raízes são da selva.
Sou o homem nuvem que para sempre subsiste no firmamento dos teus sonhos.
O Xamã que com amor te traz para o meu mundo e procura para todo o sempre te tocar na alma.
Jaguar, Xamã, Espirito da Selva, sou apenas o teu Homem Nuvem.

Sem comentários:

Enviar um comentário