segunda-feira, 26 de julho de 2010

Enseada da Esperança

O meu corpo afunda-se, pago o preço da insanidade
O sangue ferve-me dentro das veias.
Nado no turbilhão das águas revoltas, abandono por momentos o espírito aos demónios interiores.
Sinto a mente a explodir, as vozes do desespero apoderam-se do sossego que resta.
Sou o navio que se enrola no tufão, que perde a quilha no meio do remoinho
Aguardo pelas asas do anjo negro redentor, que no silêncio da noite me levará aos confins do mundo para o meio dos meus mais temidos demónios.
Com o espírito quebrado pelas ondas do desespero continuarei para sempre a lutar pelo justo, no meio das trevas estendo a mão rumo ao desconhecido na esperança de encontrar a luz.
Por momentos rezei pela dormência, pela morte da alma que tanta dor me traz.
Nasci lutador e como lutador morrerei se isso me for solicitado, em prol do justo e honrado.
Sou do mar, pertenço ao oceano do pensamento, ao turbilhão dos pensamentos que me devoram a sanidade.
Sou o navio das águas calmas de um qualquer lago que se aventura no mar revolto da mudança.
O meu destino é soltar as amarras e partir para o oceano, enfrentar monstros míticos perder equipamento na fúria das ondas.
Rumo a mim e à profundidade dos meus sentimentos, apenas anseio pela certeza de atingir rota segura.
Enfrentarei as intempéries mesmo que me destruam, creio na justiça da minha viagem.
Procuro gelar o sangue, escapar às garras das criaturas demoníacas que me assaltam, resisto aos assaltos do vento que me procura derrubar.
Perdido no meio da tempestade tenho um destemido timoneiro.
Guiado pela luz dos teus olhos, acredito que o céu negro que me rodeia se dissipará.
Tenho a fé que pela tua mão segura este meu corpo e espírito completamente dilacerado poderá alcançar porto seguro.
A enseada do nosso futuro e da esperança

4 comentários:

  1. Fraquissimo... Desinteressante... Entediante...

    ResponderEliminar
  2. Que saudades de te ler meu Anjo!!
    Texto duro, cheio de significado, sentido a duras penas.
    Mas sempre a terminar com o que ninguém nos pode roubar..a ESPERANÇA, a FÉ, e o AMOR.
    DEUS te ILUMINE SEMPRE.
    Amo-te desde sempre e para sempre. :)

    ResponderEliminar
  3. A/C Anónimo: Comentário inútil e pouco construtivo.

    ResponderEliminar
  4. Vivemos num Estado Democrático , logo podemos emitir opiniões, tecer críticas. Há que o aceitar. E ainda bem que não gostamos todos do mesmo,o que nos distingue uns dos outros (tão bom). Parto aqui em defesa do meu mais que tudo , confesso.
    Só fico abismada com o tipo de críticas destrutivas mas sem qualquer tipo de consistência e fundamento.
    Meu caro(a) anónimo(a), além de considerar um acto cobarde o facto de criticarmos e nem ter coragem de dar a cara, faz-me concluir que não só é parco(a) em palavras , como bem pior, é detentor de um défice brutal de "brain".
    E mesmo não gostando do que lê ,não o deixa de fazer nem de estar em cima do acontecimento , correcto??
    E tenho dito :)

    ResponderEliminar