domingo, 1 de janeiro de 2012

Dragão Coragem

A mente alcança o inatingível fogo da essência.
Essa substância que foge por entre os dedos e que incendeia o coração.
Sinto nos ossos que o vento da mudança sopra gélido, sem no entanto extinguir a chama do amor à vida.
A centelha mantém-se e o corpo perdura por entre as brumas.
Para além delas ergue-se o castelo da minha resistência.
Dirigo-me para o bastião de inúmeras vitórias, envolto nas asas do Dragão.
A criatura mais fantástica dos meus sonhos de infância é agora o meu companheiro de vida e o símbolo da verdadeira coragem.
Viver é a derradeira prova de bravura.
Beijo as nuvens, persigo a lua, ilumino o meu ser abrindo o coração ao sol, sempre deitado no dorso do meu dragão.
Ao quebrar o elo com com o passado sorrio para o futuro.
A luz da esperança é objectivo ultimo de uma nova jornada.
Pelas asas do Dragão, vejo o verde das planícies longínquas e que as montanhas são alcançáveis e  ultrapassáveis.
Pelos olhos do Dragão as estrelas cintilam, a fé é inigualável e condutora.
O brilho do futuro aconchega-me os sentidos e a essência cria a bolha protectora e tão sedutora que sempre desejei, como se de um ventre materno se tratasse.
Através do coração do Dragão sinto o rugir da justiça, da rectidão, da candura bem possível dentro do coração de qualquer humano.
Envolto nas asas do Dragão chegarei ao meu destino, tocarei o solo do meu castelo.
Com o meu Dragão Coragem, o futuro ciclo que hoje se inicia, embora repleto de agruras e armadilhas será o ciclo da realização, de ultrapassar os obstáculos e do renovar da Esperança.
O ciclo que desejo para mim e todos nós. Feliz Ano Novo.

Sem comentários:

Enviar um comentário